Solides

Como calcular turnover?

O índice de rotatividade - ou turnover, como também é conhecido - nada mais é do que a relação entre admissões e demissões dentro de uma empresa.

Mas como calcular turnover?

Observando matematicamente, você encontra essa taxa somando o número de admissões e demissões durante um período na organização e dividindo por dois. Depois, você vai dividir o resultado pelo número total de colaboradores. Multiplicando o valor por 100, você chega à porcentagem que indica o índice de turnover em sua empresa.


Entendendo como o turnover influencia na produtividade


A taxa ideal de turnover varia de negócio para negócio. Mas uma coisa é fato: um alto índice de rotatividade de colaboradores em sua empresa pode trazer sérios prejuízos! É o caso, por exemplo, da perda de produtividade.

Considerando que uma alta taxa de turnover indica equipes desfalcadas por causa da saída e entrada de novos profissionais, do tempo de treinamento do colaborador e de uma série de outros fatores, a rotatividade acaba sendo uma despesa inútil.

Ela pode ser evitada através de um RH mais estratégico, que tem tempo para dedicar atenção ao processo de recrutamento e seleção e à gestão de pessoas como um todo.

Mas não é só isso! Altos índices de entrada e saída de colaboradores também refletem diretamente no clima organizacional e no relacionamento entre as pessoas. Afinal, quando você trabalha com alguém que já conhece é muito mais simples, não é mesmo?

Por isso, a alta rotatividade de pessoal torna-se um processo oneroso e com enormes consequências negativas. Mas quando se trabalha a gestão de pessoas voltada a resultados, a organização torna-se mais competitiva, os trabalhadores sentem-se satisfeitos e todos saem ganhando!


Descobrindo como calcular turnover ajuda a alcançar melhores resultados


Como já vimos, o turnover pode trazer muitos prejuízos para a sua empresa, principalmente quando o índice está relacionado a cargos de alto escalão que refletem diretamente em todo o negócio.

Por isso, é importante fazer cálculos de turnover, acompanhar o índice e realizar análises periodicamente para entender quais são as causas da rotatividade, os momentos em que a atenção deve ser redobrada e quando aplicar ações para melhorar essa taxa.


Encarando a rotatividade sob dois ângulos


Existem momentos em que a rotatividade não é apenas responsabilidade da empresa, podendo até mesmo ter causas externas. Mas se o negócio consegue manter e engajar os profissionais com o perfil ideal para a organização e a função que estão exercendo, os resultados com certeza serão melhores! Isso porque, nesse caso, os índices de turnover estarão muito mais relacionados aos colaboradores que não apresentam as características e competências certas.

Um cenário diferente é quando a empresa acaba perdendo colaboradores que são talentos por não contar com as melhores políticas de retenção, mesmo quando se trata do turnover causado por questões externas.

Isso acaba deixando claro a falta de um gerenciamento de pessoas eficiente, que alinha os interesses da organização aos dos colaboradores e gera resultados positivos para o negócio.


Conhecendo as causas do turnover


O controle do turnover é fundamental para o bom desempenho da empresa como um todo. Ele pode ser feito através de uma série de boas práticas, o que envolve um profundo conhecimento dos colaboradores em sua empresa para aplicar aquilo que realmente vai gerar efeito para a retenção dos profissionais ideais!

E como isso pode ser feito? Através da análise de perfil comportamental dos colaboradores em sua empresa! Assim, você consegue identificar quais são as características e competências de cada profissional e de cada equipe para tomar as decisões certas em seu RH.

A redução do índice de rotatividade deve ser encarada como uma diminuição de custos, em primeiro lugar. Quer entender melhor sobre isso? Agora que você já sabe como calcular turnover, insira aqui os seus dados e saiba quais são as suas despesas com contratações erradas em sua empresa!